O seu cartão deve estar apenas associado ao seu telemóvel

Proteção

Saiba dos riscos de burla e de como evitá-los. Conheça como proceder para fugir aos esquemas mais frequentes. 09-12-2019

Se utiliza o MB Way, deve saber de alguns dos riscos que perseguem esta plataforma. Para os evitar, basta conhecer os riscos e ter cuidado. O Saldo Positivo deixa-lhe algumas sugestões. Lá diz o ditado, “cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém”.

A plataforma MB Way depressa se popularizou e conquistou fãs. As camadas mais jovens e mais aptas a aderir aos formatos eletrónicos reagiram de maneira muito positiva mas, os episódios de burla depressa começaram a surgir.

Não obstante toda a robustez da plataforma, persistem relatos de quem acaba apanhado pelas más intenções alheias. Muito importante, é ter presente que o uso destas plataformas exige que os utilizadores se responsabilizem pelo seu uso. Isto exige informação e esclarecimento.

Conheça os riscos e saiba como contorná-los.

Leia também: Cibersegurança alerta para os riscos online

Associar um telemóvel alheio ao seu cartão

Imagine que pretende vender determinada peça numa plataforma de compra e venda de produtos usados. Recebe o contacto de alguém interessado em adquiri-la. Alguém que, além de aparentemente interessado no artigo, quer pagar-lho com urgência.

E mais, alguém que de maneira bastante insistente, acredita que a melhor maneira de o fazer é através do MB Way. Mas por que motivo o MB Way pergunta-se?

O outro lado persiste, tem que ser por MB Way – onde é muito fácil fazer transferências, mesmo que não tenha ainda tido possibilidade de aderir ao serviço. Confirmam-lhe que o pode fazer de maneira muito simples e prática.

Aproveitando o seu desconhecimento da plataforma, convidam-no a dirigir-se a um terminal Multibanco e a aceder ao menu MB Way – aderir. Aqui explicam-lhe que deve associar a sua conta ao número de contacto do interlocutor e comprador - o que acontece. Fim da história.

Como estes passos, teria acabado de partilhar - com um total desconhecido - o acesso à gestão da sua conta e do seu dinheiro.

Leia também: Como as Apps o podem ajudar?

As lições a tirar com este caso

O MB Way permite-lhe fazer operações bancárias via telemóvel. E mais, a SIBS permite-lhe associar o seu cartão bancário a mais que um serviço MB Way, sendo que um serviço fica sempre associado a um telemóvel. Ou seja, na prática pode associar cada cartão a mais que um telemóvel.

Mas atenção, esta possibilidade técnica existe mas, ao associar o seu cartão a mais que um telemóvel, tenha a perfeita consciência de que está a dar oportunidade de movimentar o seu dinheiro a alguém. Há que ter a cautela de o fazer exclusivamente com quem conhece e de quem tem proximidade. Caso contrário, é burla que se anuncia. Evite esse risco.

A SIBS parte da premissa de que o uso do seu cartão e telemóvel é pessoal e intransmissível. Mas, dando-lhe oportunidade de associar mais que um contacto ao seu cartão está na prática a confiar que não o irá partilhar com desconhecidos. Há portanto que usar desta cautela.

Leia também: Foi você que pediu um personal trainer financeiro?

Tome Nota:

 
Que operações pode fazer com o MB Way?

  •  Trata-se de uma solução Multibanco garantida pela SIBS;
  • Permite pagar compras online;
  • Permite ainda pagar despesas em lojas físicas;
  • Gera cartões virtuais;
  • Permite ainda enviar ou transferir dinheiro entre contas do mesmo banco e de banco diferentes;
  • Permite pedir dinheiro que lhes estejam a dever;
  • Permite dividir as contas entre amigos;
  • Permite levantar dinheiro através do seu smartphone, na App MB WAY ou nas Apps bancárias;
  • Este serviço tem vários bancos associados, nomeadamente a CGD.

 

Que riscos adicionais pode correr?

A gestão do seu dinheiro e da sua vida financeira é transversal ao dia-a-dia. Os burlões sabem disso e a forma ardilosa como nos podem abordar pode trazer-nos alguns amargos de boca. Esteja por isso atento. Deixamos-lhe algumas dicas adicionais que o podem ajudar:

  1. Não partilhe dados pessoais ou bancários com desconhecidos;
  2. Não se deixe pressionar para decidir algum negócio sem um tempo de reflexão;
  3. Mantenha a calma. A melhor maneira de evitar uma burla é ter uma postura de prudência. Dizer “Não” deve ser a sua regra de princípio;
  4. Os burlões sabem que cometemos erros quando estamos sob pressão. Por isso, não se deixe pressionar;
  5. Investigue e tente obter mais informações para refletir sobre qualquer proposta que lhe façam;
  6. Examine as condições de qualquer oferta inesperada antes de decidir. Mesmo que a oferta seja aliciante, comece pelo “Não”. Em seguida, procure mais informações e aconselhamento. Se a oferta se revelar segura e boa, pode avançar. Mas, mais tarde;
  7. Em caso de dúvida, recorra mesmo a entidades de defesa do consumidor, ao seu banco ou à polícia;
  8. Consulte as suas contas com regularidade.

 

O que fazer na perda de um cartão associado ao MB WAY?

 
Cancele o cartão de que assinala a falta. Deve dirigir-se ao seu banco e assegurar-se que esta operação é garantida. A SIBS deixa-lhe ainda os seguintes número de telefone para o seu cancelamento: 808 201 251 ou 217 918 780.

O que fazer na perda do telemóvel?

 
Dirija-se a um Multibanco ou ao seu banco e cancele o seu MB Way. Se tiver a App instalada noutros terminais, aproveite-os para desativar ou remover a conta daquele que desapareceu.

Tome Nota:

Sabia que de acordo com a SIBS, Portugal é um dos países onde as estatísticas de fraude são mais baixas se as compararmos com os restantes de maior utilização de cartões bancários. Portugal é de resto apontado pelo Banco Central Europeu como um dos países com um sistema de pagamento mais seguro

 

Saiba mais: www.mbway.pt

Leia também: