Campanha Banco Alimentar: Ajude a ajudar

Proteção

A campanha do BA está em curso.
Use este número de valor acrescentado 761 20 19 19 e contribua com 1 Euro. 21-05-2020

A campanha do Banco Alimentar já arrancou e o distanciamento social trouxe novos desafios. Além dos vales, adquiridos  online ou nas redes de distribuição e supermercados, existe ainda a possibilidade de se ajudar com uma chamada de valor acrescentado para o 761 20 19 19.

Uma chamada com a qual pode contribuir com alimentos mas também com o valor acrescentado de 1 euro. Uma boa causa que vem de alguma maneira colmatar a impossibilidade da tradicional recolha de alimentos nos supermercados.

Decidida em prosseguir com o seu trabalho pela solidariedade junto dos mais carenciados, o  Banco Alimentar acaba de lançar a sua nova campanha para recolha de alimentos e fundos. Um dos canais que permite a  doação destes fundos é uma Linha telefónica de valor acrescentado cujo contributo por pessoa ou chamada será de 1 euro.

 

Leia também: Ajudar quem precisa em tempos de Covid-19

 

Como participar?

A campanha de recolha de alimentos e fundos, que pode conhecer melhor no portal do Banco Alimentar (BA), integra uma estratégia de ação onde se inclui a Rede de Emergência Nacional,criada mais recentemente para acudir ao novo contexto de carência gerado pela pandemia. Decorre até 31 de maio e propõe vários canais de participação.

De acordo com comunicado, “sob o mote Ajude a preencher este vazio, a campanha do BA sensibiliza os portugueses para que preencham o vazio das muitas famílias que são afetadas por um cenário de carência alimentar todos os dias, uma situação agora agravada, reforçando a importância do contributo e envolvimento de cada um”.

A campanha está neste momento impedida de recorrer às habituais ações de recolha em supermercados e apela à participação de todos com doações online, através do link  #alimente esta ideia com a compra de vales online ou em supermercados (como de resto, já acontecia antes da atual situação) e com uma chamada de valor acrescentado para o 761 20 19 19.

 

Leia também: Fiquei sem rendimentos e agora o que posso fazer?

 

Um balanço que faz pensar

A situação é complexa e está arrastar muitas famílias para o desemprego, para a total ausência de rendimentos e mais, em muitos casos, para a miséria.

A prestar apoio a quase quatrocentas e quarenta mil pessoas, Isabel Jonet diz que “os pedidos de ajuda aumentaram muito por causa da pandemia”. As declarações foram feitas à RTP que se associou à ação e que a dinamiza e divulga nos seus canais de informação.

 

Leia também: