Conheça as principais burlas online e saiba como proteger-se

Proteção

O meio digital proporciona vários tipos de fraude e burla – sobretudo em ambiente de compras. Confira aqui as principais. 10-06-2020

As fraudes e burlas online aumentaram 250% desde o começo da pandemia. Saiba como proteger-se dos riscos da internet.

Com o aumento da utilização da internet e o crescimento das compras online durante o  confinamento, houve em todo o mundo um crescimento significativo das fraudes e burlas online, muitas delas aproveitando o interesse generalizado em informação sobre o novo coronavírus.

As recomendações para manter os telemóveis desinfetados de modo a evitar a contaminação pelo Covid-19, não protegeram os dispositivos contra os contágios por malwares através de aplicações ou sites maliciosos.

Uma vez infiltrados nos sistemas dos computadores, telemóveis ou tablets, esses malwares causam danos, permitem alterações e roubo de informações pessoais, incluindo informações confidenciais e dados bancários.

Conheça as principais fraudes e burlas online e saiba como evitar ciberataques. Note que as ameaças podem ser evitadas e por isso deve ter sempre em conta as cautelas que pode consultar no espaço cliente daCaixa Geral de Depósitos.

Leia Também:Comprar online

 

Conheça as principais fraudes e burlas online

 
Para que saiba proteger-se é importante conhecer os riscos e as principais formas como se processam as fraudes na internet.

Estes são, de acordo com o Banco de Portugal, alguns dos principais perigos para quem faz transações através da internet.

 

Phishing

Alguém que se faz passar por uma instituição ou empresa, enviando mensagens fraudulentas (por e-mail ou SMS) ou até com um telefonema. O objetivo é convencer o destinatário a fornecer informações pessoais ou bancárias que serão depois usadas para aceder à sua conta.

No caso das mensagens, acontece frequentemente ser enviado um link para uma página falsa (muitas vezes semelhante à enviada pela entidade oficial e autêntica) que lhe solicita os dados pessoais. Pode surgir também uma janela no site que está a visitar, solicitando o mesmo tipo de informação.

Leia Também: Dez conselhos práticos nas compras online

 

Pharming

Através do download de um ficheiro ou no curso da navegação em sites, é instalado um vírus informático no seu dispositivo eletrónico.

Este vírus direciona para determinada página falsa na internet, a chamada página espelho, onde o utilizador regista, inadvertidamente, os seus dados pessoais, que são depois usados por terceiros.

 

Spyware

Sem que o utilizador se aperceba, é instalado no seu dispositivo um programa malicioso que pode registar dados de maior melindre. Isto pode acontecer num momento do pagamento das suas compras online ou no acesso ao homebanking. Ou seja, quando estiver a registar informação mais sensível ou pessoal.

 

SIM card swap

Alguém usa o seu número de telefone – fornecido por si ou tirado das redes sociais – para, fazendo-se passar por si, pedir uma segunda via do seu cartão de telemóvel.

A partir desse momento, todas as chamadas e SMS que receber (incluindo as passwords que o seu banco lhe envia para fazer transações online) são direcionadas para este segundo cartão. 

Leia Também: Cibersegurança alerta para os riscos online

 

Shoulder surfing

Num local com uma grande aglomeração de pessoa, alguém que o observa, quando insere as suas passwords ou dados pessoais num telemóvel ou tablet, passa a poder aceder, em seu nome, a esses sites ou aplicações.

DICA DOS ESPECIALISTAS PARA CRIAR UMA PASSWORD SEGURA

É essencial proteger o acesso aos seus dispositivos, contas de emails, assim como aos seus dados bancários.

Use passwords fortes e não as partilhe. Evite usar a mesma para várias contas e não recorra a soluções fáceis com “123456”, “abcdef” ou datas de aniversários de familiares.

 

As palavras-passe e códigos de acesso não devem estar escritos em locais facilmente acessíveis. Se tiver que o fazer, guarde em lugar seguro e sem identificar claramente do que se trata (disfarçando, por exemplo, entre diversos números de telefone).

 

  1. Ter no mínimo 8 caracteres
  2. Usar algarismos, letras maiúsculas minúsculas e caracteres especiais
  3. Não repetir caracteres e nem use sequências, como por exemplo 123456 ou 654321
  4. Usar uma frase
  5. Trocar letras por números, por exemplo: dav1dl0pe5 (davidlopes)
  6. Utilizar geradores de password
  7. Trocar de password regularmente

Leia Também: RGPD: garanta a proteção dos seus dados pessoais

 

 

Cuidados a ter com os seus dados

Já ouviu falar em Big Data? Consiste na recolha e manutenção de um grande volume de dados que, depois de processados, permitem prever padrões de comportamento e consumo.

Já lhe aconteceu estar a pesquisar viagens a um determinado destino e nos dias seguintes ver anúncios de viagens e hotéis nesse local sempre que acede às redes sociais? Estas informações são geralmente usadas para personalizar a publicidade, mas podem também acarretar riscos.

Por isso, e para se proteger, deve controlar a informação pessoal que partilha online, incluindo nas redes sociais e estar atento às definições de privacidade e proteção de dados quando navega na internet ou usa as redes sociais. 

Leia Também:Segurança nos pagamentos: Sabe o que é a autenticação forte?

 

Check list para se proteger e ter mais segurança online

 

  1. Nunca clique num link de email ou descarregue ficheiros anexos de um remetente desconhecido, mesmo que pareçam ser links de sites de serviços públicos;
  2. Não clique em links promocionais de emails. Se o desconto for do seu interesse, aceda diretamente à loja online e verifique se a promoção é real;
  3. Cuidado com domínios falsos, principalmente se forem parecidos com domínios de instituições oficiais, como as Finanças ou Bancos. Não clique nos links;
  4. Tenha um programa de antivírus sempre atualizado no seu computador;
  5. Utilize sempre redes seguras;
  6. Leia sempre os termos e condições dos sites ao subscrever algum serviço, incluindo newsletters, para saber como serão tratados os seus dados pessoais;
  7. Reveja as configurações de privacidade das suas redes sociais;
  8. Tenha uma password segura;
  9. Sempre que possível, utilize a autenticação de dois passos, além da password, pode receber um código por sms. Essa medida aumenta a segurança das suas ações online. Saiba mais sobre autenticação em dois passos e métodos de pagamentos seguros no Guia sobre a DSP2: Tudo aquilo que já mudou;
  10. Se o seu computador avisar que o site onde acaba de aceder não é seguro, feche este  acesso.
  11. Não confie em mensagens online que aparecem como pop-up nos sites a dizer que ganhou um sorteio ou um prémio.

 

Conheça mais dicas sobre o uso da internet e da segurança online através do Guia Digital da iniciativa #MUDAMECASA

 

Leia Também: