Sabe lidar com as redes sociais da sua empresa?

Trabalho

Saber lidar com as redes sociais e no trabalho é cada vez mais importante. Os riscos podem ser elevados. Siga regras de conduta. 21-01-2020

A presença de empresas nas redes sociais é uma aposta que beneficia tanto a área comercial, como a comunicação institucional das marcas. A sua empresa – muito provavelmente tem perfis e chats onde o convida a participar.

Mas será que se sente preparado para responder a este desafio? É que que muito embora estes canais abram portas a novos formatos de colaboração e envolvimento entre colaboradores e a marca para que trabalham, podem igualmente apresentar pequenitas armadilhas que passam despercebidas no ambiente descontraído e menos formal destas plataformas.

 

Leia também:Como pôr o negócio nas redes sociais? 

 

Quem está bem está sempre bem

Muitas empresas incentivam à participação dos seus colaboradores nos seus perfis de empresa, como embaixadores da marca. No entanto, este convite muitas vezes não é acompanhado por um código de conduta, capaz de os orientar e esclarecer sobre os cuidados a ter.

O Saldo Positivo vem contribuir para esse esclarecimento com este guião de oitos cuidados essenciais
Sendo diferentes, e com especificidades que os distinguem, os canais socais impõem os mesmos cuidados de postura, atitude e bom senso de que fazemos uso em todos os tipos de ambientes.

Lembre-se que é importante ter a mesma linha de comportamento online e offline. Destacamos as seguintes sugestões:

 

Leia Também:Cartão refeição: ter ou não ter

 

Os 8 mandamentos para estar nas redes sociais

1. Bom senso e respeito pelo código de conduta da sua empresa – Tenha sempre presente os valores que a sua empresa defende, assim como a regulamentação ética e de princípios. Não deve prescindir destes valores sempre que se identifica como colaborador de determinada marca.

2. Seja Honesto e coerente - É Importante ser honesto. Evite usar perfis anónimos ou falsos em contexto de conversa com a comunidade. Evite afirmações falsas e seja transparente com uma breve declaração de interesses, identificando-se como colaborador no contexto de conversa com a comunidade.

3. Tenha cuidado com o que escreve – Faça uso de bom senso e redobrada atenção com a responsabilidade daquilo que publica ou comenta. Aquilo que escreve perdurará no tempo e há que evitar incoerências ou informações falsas. Lembre-se também que aquilo que regista nas redes socais passa a ser público e pode ser visto por uma comunidade mais vasta que o seu grupo de amigos. Nomeadamente, pode ser lido fornecedores, parceiros ou outros colegas.

4. Zelo pelas regras de confidencialidade e privacidade – É ainda importante que a sua presença nas redes socais - em nenhum momento - coloque em risco informação confidencial ou privada do negócio. Por exemplo, antecipação de campanhas; identificação ou citação de parcerias, dados de negócio. Note que muitos destes projetos envolvem confidencialidade.

Leia Também:Quer ser trabalhador independente?

5. Falar em nome da sua empresa versus falar sobre a sua empresa – É fundamental ter presente que existem canais de resposta oficial para a comunicação em nome da empresa onde trabalha. Participe - de maneira transparente e honesta - nas conversas com a comunidade mas evite falar em nome da empresa. De preferência, dê nota de que fala em nome pessoal e não em nome da Caixa.

6. Em caso de conflitos ou de presenciar queixas ou críticas – Evite participar em polémicas ou alimentar debates que gerem polémica para a reputação da empresa onde trabalha ou dos seus concorrentes. Em caso de assistir a críticas ou queixas, tente encaminhá-las para os canais corretos. Uma maneira de poder reagir, é por exemplo, dar conta de que a sua empresa tem grande zelo pela confiança dos seus clientes e que regista sugestões de melhoria ou queixas em determinado canal.

7. Aceder às redes sociais nos dispositivos da empresa – Tenha atenção a download ou cliques que possam constituir risco de segurança no seu posto de trabalho. Tenha em conta as normas de segurança informática que a sua empresa tenha em vigor.

8. Se a sua empresa não tem esta cautela prévia - Lembre-se que o seu browser ou sistema operativo deve estar atualizado e o computador devidamente protegido. Não abra emails de origem duvidosa e desconfie sempre de pedidos de instalação de aplicativos ou software.

 

Leia Também: