Como usar o cartão de crédito

Guião de boas práticas

O Banco e Eu

O uso de cartões obriga a cuidados. O objetivo é tirar pleno proveito das vantagens que lhes estão associadas. 04-12-2019

O cartão de crédito é um importante instrumento de gestão financeira quando utilizado de forma ponderada, uma vez que é um contrato de crédito como outro qualquer (em circunstâncias especificas, com possibilidade de cobrança de taxas de juro).

Permite efetuar pagamentos de bens e serviços (online ou não) e levantar dinheiro a crédito (cash-advance), que terá de ser reembolsado na data e nas condições acordadas com a instituição emitente do cartão.

Esta solução permite por isso comprar (mesmo quando não tem dinheiro disponível na sua conta à ordem, sem incorrer no pagamento de juros) e pagar depois, em prazos que podem variar entre os 30 e 50 dias.

Há consumidores que o utilizam apenas como forma de pagamento pontual e outros que optam por concentrar todos os pagamentos mensais no cartão de crédito - acabando por gerir o pagamento da fatura global do cartão com o dia em que recebem o vencimento.

Nesta última categoria, o volume de compras ou de utilização pode estar associado a um conjunto de benefícios, como por exemplo o Cashback ou a aquisição de milhas aéreas. Aliás, muitos cartões podem vir ainda associados a um conjunto de descontos na aquisição de determinadas marcas – isto, por via de parcerias que as entidades bancárias, como é o caso da Caixa Geral de Depósitos possam garantir.

A decisão sobre a melhor solução deve ser ponderada com o estilo de vida, preferências e perfis de consumo. Uma pessoa que tenha pouco interesse em viajar dificilmente deverá optar por um cartão associado à aquisição de milhas aéreas.

 

Leia também:

Dicas e Estratégias para Poupar

 

Ter ou não ter um cartão de crédito?

É importante ter em vista que o cartão de crédito pode ser um meio de pagamento bastante inteligente, se bem utilizado. Por isso, ter ou não ter um cartão de crédito é uma decisão que depende da capacidade de gestão das suas finanças pessoais e do seu perfil. Isto é, tem tendência para comprar mais do que o necessário? Sente que poderá perder o controlo do orçamento se as despesas não forem debitadas de imediato na sua conta à ordem? Ou, por outro lado, é extremamente disciplinado no controlo dos gastos e ganhos?

Avalie o seu perfil de consumo para perceber se esta é uma boa solução para si, até porque se falhar os pagamentos do cartão, as consequências podem ser negativas. Além de poder ficar com o seu nome comprometido na chamada “lista negra” do Banco de Portugal, colocando em risco futuras contratações de crédito.

Modalidades de pagamento da fatura do cartão de crédito

Como titular do cartão pode optar pela modalidade de:

  • Pagamento integral (a 100%) da totalidade do montante em dívida até à data limite, não ficando, assim, sujeito ao pagamento de juros;
  • Pagamento parcial na data limite, o que implica o pagamento de juros sobre o montante utilizado e não pago até essa data.

Quais as taxas de juro a que deve estar atento?

Sobre o pagamento dos juros, tenha particular atenção ao valor da TAEG(Taxa Anual Efetiva Global), uma vez que esta taxa inclui todos os encargos associados ao crédito (por exemplo, despesas de cobranças de reembolsos, juros, impostos, comissões, seguros obrigatórios e outros encargos). Quanto mais alta for esta taxa, maior será o valor que terá de pagar sobre o montante em dívida.

Há inclusive bancos que oferecem a anuidade do cartão, mas, como contrapartida, podem ter uma TAEG mais elevada. Ainda assim, importa recordar: apenas lhe serão cobrados juros no caso de não liquidar toda a dívida no período de crédito grátis (o tal prazo de 30 a 50 dias).

Como é determinado o limite de crédito do cartão (o chamado plafond)?

O plafond é o limite de crédito mensal do seu cartão. Antes de emitir um cartão de crédito, as instituições financeiras analisam o seu historial de crédito, assim como os seus rendimentos, de forma a determinar qual o limite de crédito mais adequado para o seu caso.

Se o seu Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal tiver registos de incumprimento, ser-lhe-á negada a emissão do cartão.

Tome Nota

A instituição emitente do cartão de crédito deve entregar-lhe, no momento da sua contratação, a Ficha de Informação Normalizada (FIN) e as condições gerais de utilização do cartão. Leia atentamente estas condições antes de assinar o contrato.

Dito isto, importa saber que ter um cartão de crédito (mesmo que fique guardado em casa), tem inúmeras valências. Além de ter como fazer face a uma qualquer despesa inesperada, tem ainda as seguintes vantagens.

Leia também:

Com incluir no IRS gastos fora do pais

Principais vantagens de ter um cartão de crédito:

  • Crédito grátis (partindo do pressuposto de que vai liquidar todos os meses o total do saldo utilizado);
  • Fazer pagamentos on-line;
  • Meio de pagamento aceite em todo o mundo (VISA, MasterCard ou American Express);
  • Adiantamento de dinheiro (cash advance);
  • Pagamentos mais seguros;
  • Descontos em lojas e restaurantes;
  • Utilidade numa situação de emergência;
  • Possibilidade de fazer compras fracionadas, dependendo das condições do cartão de crédito;
  • Benefícios associados aos seguros.

Seguros associados ao cartão de crédito

Antes de contratar um cartão de crédito, importa também avaliar o pacote de seguros incluído - que pode variar de acordo com o tipo de cartão (clássico ou premium).

Os seguros mais comuns, associados aos cartões de crédito, são o seguro de viagem e o seguro de assistência em viagem. Em cada uma das opções há um grande leque de coberturas que importa escolher tendo em consideração as suas necessidades.

O seguro de viagem cobre acidentes pessoais em viagem e traduz-se num capital a receber em caso de morte, invalidez permanente, ou, por exemplo, perda de visão. Pode aplicar-se a viagens de avião, de transportes públicos ou caso conduza um automóvel alugado. Isto claro, se tiver pago essas mesmas viagens com o cartão de crédito.

Já o seguro de assistência em viagem, apresenta coberturas tanto para o portador do cartão, como para familiares. Pode incluir despesas médicas, transporte ida e volta e estadia familiar, prolongamento de estadia, envio de medicamentos para o estrangeiro,
transporte ou repatriamento de falecidos e pessoas seguras.

Além destas opções também pode tirar partido dos seguros de proteção contra gastos abusivos, proteção ao crédito ou mesmo de proteção às compras.

O seguro de proteção ao crédito cobre até ao limite do capital seguro o montante de dívida do cartão em caso de morte ou invalidez definitiva. Através do seguro de proteção às compras pode receber uma indemnização em caso de perda ou roubo de bens adquiridos com o cartão, ou ainda em caso de roubo de dinheiro após o levantamento em ATM.

 

Leia Também:

Saldos: Conheça a lei que o pode defender

As boas práticas

Para tirar partido das vantagens de ter um cartão de crédito, um dos principais cuidados que deve ter é pagar na totalidade o montante mensal em dívida. Assim, poderá usufruir do crédito que contraiu por um curto período de tempo, não pagando os juros inerentes à sua amortização a mais longo prazo.

Se escolher fazer todos os pagamentos com cartão de crédito, tente não ultrapassar os 50 por cento do valor do seu ordenado - mesmo que o plafond do seu cartão seja superior a este montante. Deixe uma boa margem de segurança quer para pagar as restantes contas mensais, quer para uma eventual poupança (por mínima que seja).

É recomendável ainda registar todos os pagamentos efetuados com o cartão. Esta é uma boa forma de não perder o controlo dos gastos e quão facilmente isto pode acontecer com um cartão de crédito. Ainda em relação a esta questão, opte por não ter mais do que um cartão de crédito. Este é um bom passo para evitar o sobreendividamento.

Ao efetuar compras on-line, assegure-se que só utiliza o seu cartão em sites fidedignos para evitar ser vítima de fraude. Além disso, não divulgue dados sensíveis do cartão (por exemplo, PIN, data de validade, número de cartão e CVV2), mesmo que aparentemente solicitados por uma fonte legítima.

 

Leia Também:

Cibersegurança alerta para os riscos online

 

Glossário

  • Cartão de crédito: cartão de pagamento com um limite de crédito (denominado de plafond) previamente estabelecido entre o emissor do cartão e o seu titular. Através deste cartão, o seu titular beneficia de um crédito, que pode ser reembolsado na totalidade ou de forma parcial. Neste último caso, são, por norma, cobrados juros sobre o montante utilizado e não pago até à data acordada para pagamento.
  • Cash-advance: adiantamento de dinheiro. O titular de um cartão de crédito pode levantar dinheiro aos balcões das instituições de crédito ou em caixas Multibanco, tendo sempre em consideração o plafond contratado.
  • Ficha de Informação Normalizada: documento que as instituições de crédito têm de disponibilizar aos clientes antes da contratação de um crédito e que, numa linguagem clara e transparente, descreve as principais caraterísticas desse crédito.
  • Plafond: limite de crédito que pode ser utilizado no âmbito de um cartão de crédito, por exemplo.
  • Prestação: valor a pagar com uma determinada periodicidade.
  • Reembolso: devolução, por parte do devedor ao credor, do dinheiro emprestado, acrescido de juros e outros encargos.
  • Risco de incumprimento: possibilidade do devedor não ter capacidade financeira para pagar a dívida ao credor no prazo acordado entre ambos.
  • TAEG: a Taxa Anual de Encargos Efetiva Global mede o custo total de um crédito e é expressa em percentagem anual sobre o montante do crédito concedido.
  • Taxa de juro: no caso do crédito, é o custo do dinheiro que se pediu emprestado.

 

O que a Caixa pode fazer por si?

A CGD tem vários cartões de crédito para que possa gerir a sua vida financeira com mais folga. As diferenças têm a ver com perfis de consumo mas também perfis de vida e rotinas. Escolha aquele que se adapta melhor ao seu segmento específico. Deve, contudo, sempre ter em conta as cautelas que aqui acabamos de lhe deixar porque apenas assim pode tirar partido das reais vantagens do seu uso.

SAIBA MAIS AQUI

Leia também:

 

Visite também: