Poupar água

Sabe qual é o seu gasto diário de água? Mude hábitos, poupe e evite o desperdício

Sustentabilidade

A água é um recurso em risco e por isso deve ser poupado. Deve começar a fazê-lo à sua escala, em sua casa. Saiba como. 18-11-2020

A escassez de recursos hídricos é um problema global preocupante. Descubra porquê e como poupar água.

O aumento generalizado do consumo de água nas diferentes esferas da sociedade, do consumo doméstico às cadeias produtivas, combinado com a adição de substâncias tóxicas aos recursos hídricos, tem vindo a diminuir a quantidade de água disponível no nosso planeta. Por essa razão, têm vindo a ser estudadas estratégias para poupar água e encontrar alternativas.

Reduzindo o desperdício de água e fazendo um uso mais sustentável, é possível mudar o futuro e assegurar níveis suficientes de abastecimento de água.

Leia também:É essencial reduzir o uso de plástico. Saiba como e porquê.

 

A água como recurso essencial

A água é um bem essencial para a sobrevivência de todas as espécies - quer vegetais, quer animais - que habitam o planeta Terra. Aproximadamente 70% do nosso corpo e da nossa dieta têm por base água.

Atualmente, 69% do total de água em todo o mundo destina-se à agricultura; 19% vai para a indústria; enquanto 9% serve o consumo doméstico, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Leia também: Como aceder ao apoio do Estado para tornar a sua casa mais sustentável

 

O problema da escassez de água

Nas últimas décadas, o problema da escassez de água tem-se agravado, constituindo uma preocupação global. Embora a água seja o composto mais abundante no planeta Terra, apenas 1% do volume total da água do planeta é água doce acessível ao ser humano, segundo o Portal da Água.

Contudo, a sua escassez está em grande medida relacionada com o estilo de vida das sociedades e com os seus hábitos de consumo. Os países desenvolvidos, em particular, têm sido responsáveis pela sobre-exploração dos depósitos de água.

A somar a isso, existe também a contaminação das águas (rios, mar ou solo) pelo ser humano, através dos esgotos domésticos, da poluição industrial e agrícola e das práticas intensivas, como o uso de pesticidas e fertilizantes; assim como a diminuição da precipitação, o aumento das secas e o aquecimento global.

Leia também:A ameaça do plástico é grave

 

Pegada hídrica

Este conceito diz respeito ao volume total de água consumido para produzir os bens e serviços necessários para uma dada comunidade.

De acordo com o relatórioWater Footprint in Portugal, entre os cinco países com a maior pegada hídrica, encontram-se Portugal, a Grécia, a Itália, a Espanha e o Chipre.

Leia também: As dez ameaças à sustentabilidade ambiental

 

Panorama nacional

Portugal é o 41º país em maior stress hídrico em todo o mundo, de acordo com a National Geographic. Isto porque usa mais de 40% da água que tem disponível, o que contribui para situações de seca, por exemplo.

 

Tome Nota:

Segundo o Plano Nacional da Água, conforme descrito no Decreto-Lei n.º 76/2016
de 9 de novembro
, os consumos nacionais dividem-se da seguinte forma:

  1. Setor agrícola 74%;
  2. Urbano 20%;
  3. Indústria 5%;
  4. Turismo 1%.

 

De acordo com a World Wildlife Fund, cada habitante do nosso país é responsável pela utilização de 2.264m3/ano, oscilando entre os 130 litros (nos Açores) e os mais de 290 litros (no Algarve).                      

Segundo o Portal da Água, diariamente, cada pessoa em Portugal gasta, em média, cerca de 187 litros de água em tarefas tão banais como cozinhar, limpar, lavar, entre outras. A média mundial é de 110 litros de água por dia.

Neste contexto, o nosso país já enfrenta um risco elevado de severa escassez de água. Em Portugal, há zonas onde as necessidades de consumo são superiores à quantidade de água disponível. É o caso da região da Estremadura para sul, onde as necessidades e os consumos são maiores do que a água disponível.

Portanto, se não alterarmos os nossos hábitos e rotinas, no que ao consumo de água diz respeito, o nosso país pode ter de enfrentar um grave stress hídrico já daqui a 20 anos.

Leia também: Guia das Boas Práticas Ambientais

 

Os 3 hábitos que pode mudar para poupar água

A água está presente na cadeia produtiva de vários itens que consumimos ao longo do dia, e a verdade é que não recebemos muita informação sobre a pegada hídrica de cada produto. Por isso, poupar água envolve uma mudança de comportamento que ultrapassa os cuidados que devemos ter em casa com a água que sai da torneira.

Por exemplo, sabia que são necessários 109 litros de água para produzir 125 ml de vinho, e 72 litros de água para um copo de 250 ml de cerveja? Veja algumas mudanças de hábitos e comportamentos que pode ter um impacte na poupança de água.

Leia também: Calendário ambiental: datas comemorativas do meio ambiente

 

  1. Reduzir o consumo de carne

 

A produção de um quilograma de carne bovina consome cerca de 16 000 litros de água, já a produção de carne de porco consome 6 mil litros de água por cada quilograma, e a de frango mais de 4 300 litros de água. Consulte mais detalhes sobre estes dados aqui.

Se reduzir semanalmente o consumo de carne bovina, de porco e de frango, estará a poupar a água do planeta, além de ter uma alimentação mais equilibrada, saudável e rica, consumindo mais vegetais.

Leia também: Alimentação saudável - Comer bem é saber escolher melhor

 

  1. Comprar menos roupas

 

A indústria têxtil é uma das que mais consome água na sua cadeia produtiva. Para produzir uma t-shirt de algodão, por exemplo, são utilizados mais de 2 500 litros de água e umas calças de ganga consomem cerca de 8 mil litros de água. A produção de um par de sapatos pode custar 8 500 litros de água. Optar por comprar menos peças e de maior qualidade, escolhendo tecidos orgânicos, é uma atitude ecologicamente responsável em vários sentidos, porque gera menos lixo ao não alimentar o fast fashion e poupa recursos naturais valiosos, como a água.

Procure sempre informação sobre os modos de produção daquilo que veste.

Leia Também: Gestão dos resíduos e processo de reciclagem: o que precisa de saber

 

  1. Optar por meios de transporte alternativos

 

Além de reduzir a poluição do meio ambiente, deixar o carro em casa e optar por meios de transporte alternativos, como a bicicleta, o transporte público ou mesmo ir a pé quando as distâncias forem mais curtas, é uma forma de poupar água. Para produzir 1 litro de biodiesel são consumidos 11 400 litros de água, e para produzir 1 litro de etanol são necessários 2 mil litros de água. Se mudar alguns hábitos, poupa água, dinheiro, o meio ambiente e ainda pode ter uma vida mais ativa.

 

Quanto consome de água por dia?

  1. Um duche de 15 minutos, com a torneira aberta: cerca de 180 litros de água.
  2. Lavar as mãos ou os dentes com a torneira aberta: cerca de 14 litros de água.
  3. Fazer a barba e manter a torneira aberta: cerca de 40 litros de água.
  4. Lavar o carro com mangueira: cerca de 500 litros de água.
  5. Uma descarga de autoclismo: cerca de 15 litros de água.
  6. Consumir 200 gramas de bife bovino por dia: cerca de 3 litros de água.
  7. 1 copo de vinho de 125 ml: 109 litros de água.
  8. 1 chávena de café: cerca de 140 litros de água.

É muito importante ter consciência da quantidade de água envolvida nas diferentes cadeias produtivas e repensar, de forma responsável, o consumo.

Leia também: Carros elétricos ou a combustão? Saiba da manutenção mais económica

 

As 13 dicas para poupar água no dia-a-dia

  1. Reduzir o uso de água nas atividades de jardinagem e de agricultura;
  2. Reciclar as águas residuais (da chuva e do banho), utilizando-as para rega, limpeza e descargas de autoclismo, por exemplo;
  3. Restaurar infra-estruturas com fugas;
  4. Fechar a torneira durante o banho, poupando uma média de 36 litros de água;
  5. Usar um copo para lavar os dentes. Usará menos de 1 litro de água;
  6. Garantir que as torneiras não estão a pingar, já que uma torneira a pingar de 5 em 5 segundos, durante 24 horas, pode gastar 30 litros de água por dia;
  7. Instalar redutores de caudal nas torneiras;
  8. Lavar o carro com balde e esponja pode reduzir o consumo até 50 litros de água;
  9. Colocar a máquina da roupa a lavar apenas quando estiver cheia, poupando em média mais de 10 litros por lavagem;
  10. Se possível, usar a máquina de lavar loiça. A máquina de lavar loiça gasta entre 6,5 e 12 litros de água versus os 103 litros despendidos numa lavagem manual;
  11. Evitar a pré-lavagem da loiça, antes de a colocar na máquina, para uma poupança média até 38 litros de água.
  12. Compre menos roupas, recicle e reaproveite as roupas que tem no armário.
  13. Sempre que possível, deixe o carro na garagem.

 

A importância da água e o problema da sua escassez

  1. Apenas 1% do volume total de água existente no planeta é água doce acessível ao ser humano;
  2. Segundo a ONU, uma em cada três pessoas em todo o mundo não tem acesso a água potável,
  3. A média diária de consumo de água por pessoa, em Portugal, é de 187 litros;
  4. Portugal é um dos países com maior pegada hídrica a nível mundial;
  5. Portugal consome mais de 40% da água que tem disponível;
  6. Em 2040, Portugal corre o risco de entrar numa situação de stress hídrico severo.

 

Leia também: