5 negócios lucrativos no inverno

Negócios

Conheça os tipos de negócio que são beneficiados pelo tempo mais frio e onde deve investir, este inverno. 13-01-2020

Para algumas indústrias e sectores de negócios, a sazonalidade nada tem de surpreendente. Se bens como roupas e alimentos vendem-se durante todo o ano, com pontuais picos de venda associados a épocas festivas como o Natal e a passagem de ano, existem algumas áreas de negócio que registam o grosso das vendas em alturas específicas do ano, sendo favorecidos pelo inverno ou verão, por exemplo.

Para estes negócios, o planeamento e a gestão de recursos é fundamental para que a empresa se mantenha sustentável durante todo o ano. Continue a ler e descubra quais os negócios que lucram mais no inverno.

Leia Também:Ganhar dinheiro extra no verão

1. Lavandarias

Com a chegada das chuvas e do frio surge o problema de não ter como secar a roupa. Se, antigamente, predominavam as lavandarias de atendimento, onde o cliente depositava a roupa para, uns dias mais tarde, a levantar seca e passada a ferro, hoje em dia a tendência reside nas lavandarias self-service.

Com uma a nascer em quase todas as esquinas, este parece ser um negócio que ainda não encontrou o ponto de saturação. No entanto, assim que aparecem os primeiros raios de sol, a faturação cai a pique. O inverno é, portanto, a época ideal para garantir rentabilidade e fidelizar clientes para manter o negócio sustentável ao longo do ano.

Os custos para abrir uma lavandaria variam com o número de máquinas de lavar e secar a serem disponibilizadas, e com o local escolhido para abrir o negócio.

Investimento: médio
Risco: baixo

Leia também:Turismo Dinamiza Economia Nacional

 

2. Restaurantes

No ramo da restauração, os estabelecimentos que reúnam as condições para um convívio prolongado entre amigos são excelentes alternativas de investimento. E se as saídas a seguir aos jantares ficam condicionadas pela chuva e pelo frio, os clientes têm tendência a procurar espaços tranquilos, com um ambiente que convide a prolongar a refeição pela noite dentro.

Os restaurantes que fazem entregas ao domicílio também são uma aposta lucrativa para o inverno. Quando reunir a família e os amigos em casa, constituem sempre uma boa opção a que recorrer.

O investimento para abrir um restaurante depende do tamanho; do tipo de restaurante, e da localização. Se está a entrar agora no negócio da restauração, é importante recolher informação sobre legislação, licenciamentos e seguros.

Investimento: médio
Risco: alto

Leia Também:Mobilidade Urbana - Novas oportunidades de negócio

 

3. Gabinetes de estética

Outro negócio de interesse para o inverno são os gabinetes de estética. Muito dos procedimentos, como a micropigmentação e a depilação a luz pulsada, requerem resguardo do sol, o que leva muitas pessoas a procurar este tipo de serviço apenas no inverno. Por isso, é a época ideal para promover a empresa e aumentar a notoriedade da marca e conquistar novos clientes para outros procedimentos que possam ser feitos ao longo de todo o ano.

Os custos envolvidos para abrir e manter um gabinete de estética variam consoante os serviços a serem prestados.

Investimento: médio
Risco: médio

Leia também:Soluções de Pagamento

 

4. Entrega de Marmita

Se pretende um negócio de baixo investimento, pondere montar uma pequena cadeia de entrega de comida. A entrega de marmita nas empresas pode ser um negócio especialmente lucrativo durante o inverno. Com os dias de chuva e de frio, há menos disposição para sair do ambiente de trabalho para almoçar e a procura pelos serviços de marmita aumenta.

Se pensa investir agora num negócio de marmitas, não se engane a pensar que basta saber cozinhar. Saiba que elaborar um plano de negócios é fundamental para saber quanto é capaz de produzir, definir a área de abrangência e toda a logística envolvida para conseguir criar um negócio rentável e que deixe os clientes satisfeitos e fidelizados.

Investimento: baixo
Risco: baixo

Leia Também:Como pôr o seu negócio online

 

5. Pequenas Reparações

Esquentadores que deixam de funcionar, persiana que não fecha, vazamentos, infiltrações, entre outros. Alguns problemas domésticos se tornam mais evidentes quando o frio aperta, por isso o negócio das reparações tem uma procura mais acentuada no inverno.

Para uma empresa de pequenas reparações precisará de investir nas ferramentas e equipamentos necessários e na formação especializada para os serviços que pretende prestar.

Leia também: O que é o Balcão do Empreendedor

Investimento: baixo
Risco: baixo

Por onde começar?

Independentemente do setor de atividade que pretende abrir ou do porte do negócio, é fundamental definir um plano de negócios, bem como informar-se sobre o enquadramento legislativo e fiscal, e sobre os licenciamentos e seguros exigidos.

No Balcão do Empreendedor, no portal ePortugal, balcão de serviços públicos, pode obter informações práticas sobre o que precisa para exercer distintas atividades através de uma empresa estabelecida em território nacional, assim como os serviços compreendidos nestas atividades.

Leia também: Serviços de apoio – informação útil para a sua empresa

O que a Caixa pode fazer por si?
Se precisar de algum apoio financeiro para investir no seu negócio ou ideia de negócio, tem a possibilidade de recorrer a linhas e soluções específicas de apoio à sua iniciativa como as que pode conhecer na Caixa Geral de Depósitos.

Saiba Mais

Leia também:
 
Financiar o negócio – Como expor a proposta

Que meios de pagamento os comerciantes devem aceitar?