.
Fechar

Acesso Caixadirecta

Empresas
Particulares
Fechar

Acesso Caixadirecta

Empresas
Particulares

Cobertura do risco cambial

 Cobertura do risco cambial

Câmbio a prazo, Swap cambial, Call cambial ou Put cambial...

Cobertura do risco associado à variação das taxas de câmbio, em operações de comércio externo com países localizados fora da Zona Euro, destinado a empresas importadoras e/ou exportadoras.

Características

Câmbio a prazo (Forward)

O que é?
Contrato firme de compra ou venda a prazo no âmbito do qual o cliente tem a obrigação de comprar (vender), e a CGD a obrigação de vender (comprar), numa data futura pré-fixada, uma quantia de uma divisa previamente acordadas, a um preço pré-definido (câmbio da divisa a prazo).

Destinatários
Empresas importadoras que tenham acordado um pagamento ou empresas exportadoras que aguardem um recebimento.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa importadora vai precisar de fazer um pagamento de USD 1.000.000 daqui a 3 meses mas não quer estar sujeita a uma valorização do USD face ao EUR.

Contrata um câmbio a prazo junto da Caixa para o montante em questão, com data de liquidação para de então a 3 meses, e fecha hoje uma taxa de câmbio (e.g. EUR/USD = 1,35).

Ao fim de 3 meses, na data de maturidade, a empresa compra USD à taxa de câmbio acordada (e.g. EUR/USD = 1,35):

– Se EUR/USD ≤ 1,35, foi protegido de uma evolução desfavorável do mercado e evitou comprá-los no mercado à vista (mais caros);
– Se EUR/USD > 1,35, não captou os benefícios da evolução do mercado cambial a seu favor.

Vantagens
Protege da incerteza da variação das taxas de câmbio, mas não exige o pagamento de qualquer prémio.

Swap Cambial

O que é?
Contrato firme de compra ou venda a prazo no âmbito do qual o cliente se compromete a comprar (vender), hoje, uma quantia de uma divisa previamente acordadas e tem a obrigação de vender (comprar), e a CGD de comprar (vender), numa data futura pré-fixada, a mesma quantia comprada (vendida) hoje, a um preço pré-definido (câmbio da divisa a prazo).

Destinatários
Empresas que planeiam fazer um investimento internacional.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa vai precisar de fazer um investimento de USD 1.000.000 durante um período de 3 meses mas não quer estar sujeita a uma desvalorização do USD face ao EUR.

Contrata um swap cambial junto da Caixa para o montante em questão, comprando USD ao preço de hoje e acorda a sua revenda para de então a 3 meses fechando a taxa de câmbio futura (e.g. EUR/USD = 1,35).

Ao fim de 3 meses, na data de maturidade, o cliente vende o montante inicial de USD à taxa acordada (e.g. EUR/USD = 1,35):

– Se EUR/USD ≥ 1,35, foi protegido de uma evolução desfavorável do mercado e evitou vender no mercado à vista (mais caros);
– Se EUR/USD < 1,35, não captou os benefícios da evolução do mercado cambial a seu favor.

Vantagens
Protege da incerteza da variação das taxas de câmbio, mas não exige o pagamento de qualquer prémio.

Opção de compra/call cambial

O que é?

Esta opção confere ao comprador o direito de comprar e à CGD a obrigação de vender, numa data futura pré-fixada, uma quantia de uma divisa previamente acordadas, a um preço pré-definido (preço de exercício).

Destinatários
Importadores que necessitem de realizar, numa data futura, um pagamento numa determinada moeda estrangeira.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa importadora vai precisar de fazer um pagamento de USD 1.000.000 daqui a 3 meses mas não quer estar sujeita a uma valorização do USD face ao EUR.

Contrata um opção de compra junto da CGD para o montante em questão, com maturidade de 3 meses, e estabelece um máximo para o custo dos USD (e.g. EUR/USD = 1,35).

Ao fim de 3 meses, na data de maturidade, o cliente pode optar:

– Se EUR/USD ≤ 1,35, ativa a opção e compra os USD à taxa de 1,35, evitando comprá-los no mercado à vista (mais caros);
– Se EUR/USD > 1,35, não ativa a opção e ainda usufrui de uma descida do mercado a seu favor, comprando diretamente no mercado.

Vantagens
Funciona como um seguro, pelo qual deve pagar um prémio à cabeça, conferindo ao cliente direitos de compra que o protegem de evoluções adversas do mercado, mas nenhuma obrigação, podendo continuar a usufruir das evoluções favoráveis do mercado.

Opção de venda/put cambial

O que é?
Esta opção confere ao comprador o direito de vender e à CGD a obrigação de comprar, numa data futura pré-fixada, uma quantia de uma divisa previamente acordada, a um preço pré-definido (preço de exercício).

Destinatários
Exportadores que planeiem receber, numa data futura, um pagamento numa determinada moeda estrangeira.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa exportadora vai precisar de fazer um pagamento de USD 1.000.000 daqui a 3 meses mas não quer estar sujeita a uma valorização do USD face ao EUR.

Contrata uma opção de venda junto da CGD para o montante em questão, com maturidade de 3 meses, e estabelece um mínimo para o valor dos USD (e.g. EUR/USD = 1,35).

Ao fim de 3 meses, na data de maturidade, o cliente pode optar:

– Se EUR/USD ≥ 1,35, ativa a opção e vende os USD à taxa de 1,35, evitando vendê-los no mercado à vista (mais baratos);
– Se EUR/USD < 1,35, não ativa a opção e ainda usufrui de uma subida do mercado a seu favor, vendendo diretamente no mercado à vista.

Vantagens
Funciona como um seguro, pelo qual deve pagar um prémio à cabeça, conferindo ao cliente direitos de venda que o protegem de evoluções adversas do mercado, mas nenhuma obrigação, podendo continuar a usufruir das evoluções favoráveis do mercado.