.
Fechar

Acesso Caixadirecta

Empresas
Particulares
Fechar

Acesso Caixadirecta

Empresas
Particulares

Cobertura do risco da taxa de juro

 Cobertura do risco da taxa de juro

Forward Rate Agreement, Swap, Cap e Floor de taxa de juro...

Cobertura do risco associado à variação das taxas de juro, em negócios com elevadas necessidades de capital, margens estreitas e impossibilidade de repercutir as variações de custos em variações de preço.

Características

Forward Rate Agreement

O que é?
Contrato mediante o qual o cliente adquire o direito de fixar uma taxa de juro associada a um empréstimo (ou a remuneração de uma aplicação financeira), a realizar numa data futura, para um montante previamente acordado e prazo até 1 ano.

Destinatários
Empresas imobiliárias que planeiam uma transação e indústrias que necessitam de renovar a sua capacidade produtiva.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa industrial vai precisar de contrair uma divida de €2.000.000 daqui a 3 meses mas não quer estar sujeita à incerteza da taxa de juro.

Contrata um forward junto da CGD para o montante em questão, com data de liquidação para de então a 3 meses, e fecha hoje uma taxa de juro para a divida (e.g. 1,3%).

Ao fim de 3 meses, na data de maturidade, o cliente contrai a divida prevista à taxa de juro acordada (e.g. 1,3%):

– Se a Euribor a 3M ≥ 1,3%, foi protegido de uma evolução desfavorável do mercado e evitou contrair dívida a uma taxa mais cara (desfavorável);
– Se a Euribor a 3M < 1,3%, não captou os benefícios da evolução do mercado a seu favor.

Vantagens
Protege a empresa da variação das taxas de juro, mas não exige o pagamento de qualquer prémio.

Swap de Taxa de Juro

O que é?
Contrato mediante o qual o cliente paga à CGD uma taxa de juro (normalmente, de tipo fixo, e.g. 2,85%) e recebe da CGD uma taxa de juro distinta (normalmente, de tipo variável, e.g. Euribor-3M), por um período pré-fixado, sobre um montante previamente acordado. O contrato é efetuado por prazos superiores a 1 ano.

Destinatários
Indústria pesada, Transportadoras e empresas hoteleiras e imobiliárias com liquidação de dívidas de longo prazo associadas à aquisição de equipamentos e/ou expansão do negócio.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa investiu €2.000.000 na renovação da sua capacidade produtiva a uma taxa variável por um período de 10 anos.

O cliente assume uma taxa de juro fixa junto da CGD e compromete-se a pagar um montante fixo regular associado à taxa acordada durante o período de duração do swap.

De acordo com o plano de pagamentos acordado, a CGD compromete-se a devolver ao cliente o montante correspondente ao seu compromisso financeiro inicial (associado à taxa de juro variável).

Vantagens
Protege a empresa da variação das taxas de juro, mas não exige o pagamento de qualquer prémio.

Opção de máximo/cap de taxa de juro

O que é?
Contrato mediante o qual o comprador tem direito a cobrar (e a CGD obrigação de pagar) o excesso que resulta da diferença entre uma taxa variável (e.g. Euribor-3M) e um máximo (e.g. 2,85%) previamente acordados, para cada pagamento de juros relativo a um empréstimo e por um período pré-fixado, sobre um montante previamente acordado.

Destinatários
Indústria pesada, Transportadoras e empresas hoteleiras e imobiliárias, cuja atividade esteja suportada em financiamentos a taxa variável.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa contrata um empréstimo a 5 anos no valor de €1.000.000 para financiamento da sua atividade.

O plano de pagamentos prevê a amortização mensal de capital acompanhada do pagamento de juros a taxa variável (e.g. Euribor-3M) e a empresa não quer estar sujeita a eventuais subidas do indexante.

Contrata um opção de cap junto da CGD para o montante em questão, com duração de 5 anos, e estabelece um máximo para a taxa de juro (e.g. 1,3%).

Ao longo da duração do empréstimo, em cada data de amortização e pagamento de juros:

– Se Euribor-3M > 1,3%, os juros são cobrados à taxa de 1,3%, protegendo o cliente da subida;
– Se Euribor-3M < 1,3%, os juros são cobrados à taxa de referência Euribor-3M e o cliente beneficia da evolução favorável do mercado.

Vantagens
Funciona como um seguro, pelo qual deve pagar um prémio à cabeça e que confere ao cliente proteção contra subidas da taxa de juro, mas permitindo-lhe, em simultâneo, continuar a usufruir das descidas de taxa de juro.

Opção de mínimo/Floor de Taxa de Juro

O que é?
Contrato mediante o qual o comprador tem direito a cobrar (e a CGD obrigação de pagar) o excesso que resulta da diferença entre uma taxa variável (e.g. Euribor-3M) e um mínimo (e.g. 1,50%) previamente acordados, para cada recebimento de juros relativos a uma aplicação de montante e período pré-fixados.

Destinatários
Empresas de retalho/grossistas e Fundos de investimento imobiliário, cuja atividade esteja suportada em investimentos a taxa variável.

Como funciona?
(Exemplo prático)

Uma empresa investe num produto financeiro a 5 anos no valor de €1.000.000.

O plano de recebimentos prevê a amortização mensal de capital acompanhada do pagamento de juros a taxa variável (e.g. Euribor-3M) e a empresa não quer estar sujeita a eventuais descidas do indexante.

Contrata um opção de floor junto da CGD para o montante em questão, com duração de 5 anos, e estabelece um mínimo para a taxa de juro (e.g. 1,3%).

Ao longo da duração do empréstimo, em cada data de amortização e pagamento de juros:

– Se Euribor-3M < 1,3%, os juros são pagos à taxa de 1,3%, protegendo o cliente da descida;
– Se Euribor-3M > 1,3%, os juros são pagos à taxa de referência Euribor-3M e o cliente beneficia de uma evolução favorável do mercado.

Vantagens
Funciona como um seguro, pelo qual deve pagar um prémio à cabeça e que confere ao cliente proteção contra descidas da taxa de juro, mas permitindo-lhe, em simultâneo, continuar a usufruir das subidas de taxa de juro.